Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas (SPDA)

PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS – LAUDO DO SISTEMA DE PARA-RAIOS

O Para-Raios é um item existente na maioria dos Condomínios e visa garantir a segurança da estrutura, dos moradores e dos equipamentos existentes na edificação. O Laudo de Para-Raios, também denominado Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas (SPDA), verifica a operacionalidade do sistema, se está de acordo com a norma, a medição de resistência ôhmica e a integridade física dos componentes como malhas, captores, descidas, etc.

A NBR-5419/2015 sofreu grande alteração onde é necessário a apresentação de projeto de concepção do sistema de proteção contra descargas atmosféricas para devida fiscalização e comprovação de eficácia do sistema instalado.

Chuva forte pode custar caro, portanto a prevenção é a melhor opção. Seu condomínio deve possuir o Laudo de Para-Raios conforme a norma ABNT 5419/2015 e renová-lo anualmente. O Laudo de inspeção do Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas – SPDA, ou Laudo de Para-Raios, trata-se de um documento técnico, com registro das inspeções, verificações e medições realizadas no sistema de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA) e também do sistema de aterramento elétrico.

QUAIS AS NECESSIDADES MAIS COMUNS DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS?

1) Locais de grande afluência de público;
2) Locais que prestam serviços públicos essenciais;
3) Áreas com alta densidade de descargas atmosféricas;
4) Estruturas isoladas, ou com altura superior a 25m;
5) Estruturas de valor histórico ou cultural,
6) Edificação, estabelecimentos industriais ou comerciais com mais de 1500 m2 de área construída.

SEU CONDOMÍNIO/EMPRESA PRECISA RENOVAR TODOS OS ANOS O LAUDO?

Laudo de SPDA válido por 1 ano

Caso não tenha encontrado a resposta para a sua pergunta, não hesite em contactar-nos, o nosso suporte ao cliente ficará feliz em ajudá-lo.

Qual a diferença entre o SPDA e o sistema de aterramento?
Os dois são sistemas diferentes, porém complementares e importantes para o funcionamento de cada um. O SPDA é composto por 3 subsistemas: o sistema de captação, o sistema de descidas e o sistema de aterramento.

Eles funcionam conectados para que os raios sejam captados e tenham sua alta corrente conduzida para o sistema de aterramento e escoadas para a terra.

No sistema de aterramento, a descarga elétrica é liberada no solo. Sendo assim, o imóvel e as pessoas próximas não sofram com descargas elétricas ou outros tipos de acidentes como explosões e incêndios.

SPDA Externo não isolado:

Quando são instalados na própria estrutura, podendo ou não incorporar parte das estruturas a ser protegida. Tais como:
– Utilização dos elementos metálicos naturais de telhas, sustentação, vigamentos e pilares que a compõem.

– Utilização das ferragens estruturais que compõem os elementos de fundações como tubulões, estacas, vigas baldrames, blocos, cintas e pilares das edificações.

SPDA Externo isolado:

Quando são instalados isolados da estrutura a ser protegida preservando a dos efeitos térmicos e de explosão do ponto de impacto, causando danos à estrutura.

Subsistema de captação
O correto posicionamento e escolha do subsistema de captação determina o volume de proteção e podem ser compostos por qualquer combinação dos seguintes elementos:

– Hastes: mini-captores pontiagudos, mastros e postes com captores Franklin.

– Condutores suspensos: fios captores aéreos.

– Condutores em malha: cabos e/ou barras de cobre, alumínio ou aço contínuos fixados de forma horizontal e vertical formando Gaiola de Faraday.
– Sistema de para raios
– Tipos de para-raios

Equipe especializada

Precisa de ajuda?

Clique Botão abaixo e solite seu orçamento!
PARA-RAIOS
Dúvida em geral

FAQ

Possui outras dúvidas use nossa FAQ
O que é AVCB?

O Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros é um documento oficial, emitido pelo Corpo de Bombeiro da Polícia Militar, atestando que a edificação possui condições de segurança contra incêndio, aos seus ocupantes, de acordo com o Decreto Estadual do Corpo de Bombeiros vigente na época da construção, alteração do layout e mudança de ocupação.

Por que preciso do AVCB?

O AVCB é necessário por diversos motivos como sendo documento obrigatório para todas as seguradoras pois em caso de incêndio pode a seguradora eximir-se de pagar o prêmio do sinistro, tendo-se a presunção absoluta de falta de segurança por parte da empresa

Qual a validade do AVCB?

O AVCB pode ter validade de 01 a 5 anos dependendo do risco e tipo de ocupação.

O que é PPRA?
O PPRA (Programa de Prevenção dos Riscos Ambientais) é um projeto de gestão de higiene ocupacional, que visa implementar medidas de controles capazes de suprimir ou reduzir a exposição dos colaboradores de uma empresa a agentes ambientais, sejam eles químicos, físicos ou biológicos, baseado no cronograma estabelecido pelo PPRA.
Quem precisa do PPRA?
O PPRA é obrigatório para todos os tipos de empregadores que contratam empregados por meio da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).
Qual a validade e tempo que devo guardar o PPRA?
O PPRA tem validade de 12 meses e deve ser revisado sempre que uma nova situação de risco surgir, bem como na inclusão de novos cargos e/ou setores. O PPRA deve ser guardado por um período mínimo de 20 anos. Passado este período, sugerimos a digitalização do documento.
Quais os riscos de não possuir o PPRA?
A legislação vigente quanto ao PPRA restabelece que a sua não implantação pode trazer passivos trabalhistas à empresa negligente, tais como: MULTAS JUNTO AO MINISTÉRIO DO TRABALHO.
Quem precisa realizar Plano de Abandono?

Todas as edificações que de acordo com o Decreto Estadual do Copo de Bombeiros precisa Plano de Abandono:
– Serviços de hospedagem com altura igual ou superior a 23 metros;
– Shopping centers;
– Edificações comerciais com altura igual ou superior a 23 metros;
– Serviços profissionis com altura acima de 30 metros;
– Edificações classificadas como eduacional e cultural com altura igual ou superior a 23 metros;
– Locais de reuniao de público com lotação acima de 1.000 pessoas e grupo F-3;
– Hangares com área superior a 5.0000 m²;
– Grupo H-2, H-3, H-5 – com qualquer altura;
– Grupo I-2 com altura igual ou superior a 23 metros;
– Grupo I-3 qualquer altura;
– Grupo J-3 e J-4 qualquer altura;
– Locais com armazenamento de líquidos inflamáveis acima de 20 m³ ou gases acima de 10m³.

O que é CIPA?
A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA é regulamentada pela norma regulamentadora nº 05 do Ministério do Trabalho e Emprego – MTE. Tendo como objetivo a prevenção dos acidentes e das doenças decorrentes do trabalho, de modo a tornar compatível permanentemente o trabalho com a preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador. As atividades e responsabilidades da CIPA além de contribuir para a saúde e segurança dos trabalhadores também aumenta a produtividade da empresa, isso porque colaboradores que realizam suas atividades em um lugar seguro e saudável tendem a se sentir melhor e mais dispostos a trabalhar. Então além da CIPA promover a saúde e segurança, ela também pode ajudar no crescimento das empresas!
O que é EPI?

O Equipamento de Proteção IndividualEPI é todo dispositivo ou produto de uso individual a ser utilizado pelo trabalhador, que se destina a protegê-lo dos possíveis riscos que ameaçam a sua segurança e a sua saúde no trabalho.

Podemos citar alguns exemplos de EPI’s:

Luvas de proteção e segurança;

Protetor auricular; Capacetes de segurança;

Óculos ou viseiras de segurança, dentre outros.

Telefone Úteis
Telefones Úteis
Em caso de emergência ligue para os números abaixo!
Policia Militar

Ligue 190

SAMU

Ligue 192